Pular para o conteúdo principal

A intimidade de Cannes


     E foi declarado aberta a 66º edição do Festival de Cannes. Inspirados pelo Amour, do ano passado, o festival desse ano explora um olhar íntimo da vida das pessoas, suas relações, das amorosas a profissionais. E começa pela escolha da imagem do cartaz oficial, a foto do beijo dos atores Paul Newman e Joanne Woodward no filme “Amor daquele jeito” uma homenagem ao casal que foram casados na vida real por 50 anos. E que de acordo com a organização, representa o espírito do festival e o turbilhão do amor “Pede que se viva cinema, como um desejo sem fim”.

    Amor, desejo, sexo, polêmica. Cannes parece sempre reservar espaço para polêmicas, seja com filmes que causam estranheza e chocam o público ou pelas declarações inapropriadas (ou mal interpretadas) das personalidades que passam por lá. Como aconteceu em 2011 com o cineasta Lars Von Trier, que na ocasião chegou a ser declarado "persona non grata", pela organização do festival. E ao que parece ele se candidata novamente ao posto, ou melhor seu filme, que mesmo não sendo finalizado a tempo de entrar na seleção oficial promete causar, tudo por conta dos seus cartazes sugestivos. “Nymphomaniac”, descrito como “sexualmente explícito” retrata a história de uma mulher de 50 anos, ninfomaníaca declarada que narra sua história a um solteirão que a encontra caída em um beco escuro, aparentemente depois de ter sido espancada.



Primeiro cartaz de divulgação do filme "Nynphomaniac"





Cena do filme "Nynphomaniac"




    Mesmo com um candidato a polêmica, podemos ser surpreendidos e talvez a estranheza, o choque, a polêmica venha de onde menos se espera. E a surpresa pode estar não na Seleção Oficial, mas na mostra paralela, mais especificamente na Semana Internacional da Crítica, que apresenta entre os curtas selecionados “Pleasure” da diretora sueca Ninja Thyberg, um filme com uma história surpreendente que se passa nos bastidores de um filme pornô.  O novo cinema sueco não tem problemas em lidar com a sexualidade e usá-la para contar histórias, “Pleasure” pode pegar de surpresa os mais desavisados.
Agora que foi dada a largada é só prepararmos os olhos e os corações para o turbilhão de amor oferecido pelo festival através dos diferentes olhares sobre a intimidade das relações humanas. 



Cena do curta metragem "Pleasure"







Texto: Núbia Almeida

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A cueca sumiu

Quando as primeiras imagens do ator Henry Cavill, o novo interprete de Superman no set de filmagem vazaram começou o burburinho.  O novo uniforme do super-herói passou por uma reformulação e a clássica cueca vermelha desapareceu. Mas antes da cueca desaparecer ela já dava pano pra manga. Quem não se lembra da polêmica no volume peniano do ator Brandon Routh (Superman: O Retorno), que segundo os produtores teve que ser reduzido digitalmente porque poderia distrair os espectadores, mais tarde quando foram divulgadas fotos do ator usando cueca vimos que ele não é tão “super” assim. Mas antes de discutirmos porque o Superman perdeu a cueca, vamos descobrir porque ele a usava e por cima da calça. 







Nas décadas de 30 e 40 começaram a surgir os super-heróis, os artistas tinham algumas dificuldades para destacar detalhes masculinos e femininos e demostrar o poder e a força dos personagens, isso se devia as limitações técnicas da época como a qualidade do papel e a impressão que era feita em pre…

O carnaval vai ao cinema

O carnaval é a maior festa popular do país é muito mais do que um simples festejo, é um traço identitário da cultura brasileira.  A festa brasileira, luso-afro-ameríndia , sofreu influências da França, Itália, Portugal e se expressa de diferentes maneiras nas distintas regiões do país. Seja  com a escola de samba, o frevo, o maracatu, Timbalada, os blocos de rua, trio elétricos, carnaboi ou o boi-bumbá, durante quatro dias música, dança, costumes e tradições se misturam para celebrar os Brasis ao mesmo tempo em que promove a inclusão e interação, despertando o sentimento de unidade, de nação que muita das vezes é esquecido ou ignorado com o término da festa. Dada a sua importância para a cultura brasileira, o carnaval, o maior teatro de rua do país, curiosamente é pouco ou não é representado nas manifestações artísticas, com exceção da música. Embora o cinema tenha tido papel importante para a disseminação da música carnavalesca, hoje explora pouco a temática, sendo a maior parte das …

Globo de Ouro 2017 - Vencedores

Aconteceu na noite deste domingo (8) a cerimônia de premiação da 74º edição do  Globo de Ouro. A cerimônia apresentada por Jimmy Fallon teve vários momentos marcantes, a começar pela abertura no melhor estilo La La Land. O filme de Damien Chazelle, estrelado por Emma Stone e Ryan Gosling ganhou 7 estatuetas, ou seja, ganhou em todas as categorias em que foi indicado e se tornou o filme mais premiado do Globo de Ouro. 

O ponto alto da noite foi a homenagem a Maryl Streep, que após 30 indicações e oito premiações foi agraciada com o prêmio Cecil B. Demille  pelo conjunto da obra e fez um discurso contundente e politizado que você pode ver aqui






As atrizes Debbie Reynolds e Carrie Fisher, falecidas no mês passado também foram homenageadas. 


A surpresa da noite foi a vitória da francesa Isabelle Huppert, que ganhou na categoria Melhor Atriz Drama pelo filme "Elle" que foi o vencedor na categoria Filme Estrangeiro. Outra surpresa divertida foi o beijo consolação de Andrew Garfield …