Pular para o conteúdo principal

Mostra Lume Filmes em Brasília



      
A Lume Filmes é uma distribuidora, produtora e exibidora, responsável por organizar entre outros festivais e mostras o “Festival Internacional de Cinema do Maranhão”.  Fundada pelo cineasta Frederico Machado em 2000 vem desde então  ganhando destaque no mercado de distribuição brasileiro tanto de DVD quanto no circuito comercial com lançamentos de produções autorais e independentes.   

   Brasília poderá conferir parte dessas produções na Mostra Lume Filmes- Inéditos Independentes Contemporâneos que acontecerá no Cine Brasília de 10 de janeiro a 06 de fevereiro. Ao todo serão apresentadas ao público 28 produções de várias partes do mundo em dias e horários alternados. Depois de Brasília a mostra segue para Salvador, Goiânia, Rio de Janeiro, Anápolis e Fortaleza.  Confira abaixo a programação.



Sexta (10/01)

15h – Mãe e Filha (Brasil, 2011, drama, Classificação: 12 anos) de Petrus Cariry.
17h – O Caminho Para o Nada ("Road to Nowhere", EUA, 2010, policial, Classificação: 12 anos) de Monte Hellman.
19h – Tudo Ficará bem ("Alting Bliver Godt Igen", Dinamarca/Suécia/França, 2010, suspense, Classificação: 14 anos) de Christoffer Boe.
21h – Planeta solitário ("The Loneliest Planet", Alemanha, 2011, suspense) de Julia Loktev.

Sábado (11/01)

15h – Onde Borges Tudo Vê (Brasil, 2012, drama, Classificação: 18 anos) de Taciano Valério
17h – O Batismo ("Chrzest"/"The Christening", Polônia, 2010, drama, Classificação: 10 anos) de Marcin Wrona.
19h – Oslo - 31 de agosto  ("Oslo, August 31st", Noruega, 2011, drama, Classificação: 18 anos) de Joachim Trier.
21h – Submarino ("Submarino", Dinamarca/Suécia,2010, drama, Classificação: 16 anos) de Thomas Vinterberg.

Domingo (12/01)

15h – O Que Se Move (Brasil, 2013, musical,Classificação: 12 anos) de Caetano Gotardo.
17h – Hiroshima: Um Musical Silencioso ("Hiroshima", Uruguai/Espanha, 2009, musical, Classificação: 14 anos) de Pablo Stoll.
19h – Tudo Que Eu Amo ("Wszystko, Co Kocham / All that I Love", Polônia 2009, musical, Classificação: 18 anos) de Jacek Borcuch.
21h – Hermanos ("Hermanos", Venezuela, 2010, drama, Classificação: 16 anos) de Marcel Rasquin.

Segunda (13/01)

15h – Tokiori: Dobras do Tempo (Brasil, 2011, documentário, Classificação: livre) de Paulo Pastorelo.
17h – O Vendedor ("Le Vendeur", Canadá, 2011, drama, Classificação: livre) de Sébastien Pilote.
19h – Super Nada (Brasil, 2012, comédia, Classificação: 12 anos) de Rubens Rewald.
21h – Parada em Pleno Percurso ("Halt Auf Freier Strecke", Alemanha, 2011, drama, Classificação: 12 anos) de Andreas Dresen.

Terça (14/01)

15h – Super Nada (Brasil, 2012, comédia, Classificação: 12 anos) de Rubens Rewald.
17h – Apenas Entre Nós ("Neka Ostane Medju Nama" / "Just between us", Servia/ Croácia/ Eslovênia, 2010, comédia, Classificação: 18 anos) de Rajko Grlic.
19h – Karen Chora no Ônibus ("Karen llora Em El Bus", Colômbia, 2011, drama, Classificação: 14 anos) de Gabriel Rojas Vera.
21h – Triangulo Amoroso ("3"/ "Three", Alemanha, 2010, drama, Classificação: 14 anos) de Tom Tykwer.

Quarta (15/01)

15h – Ibitipoca, droba pra lá (Brasil, 2012, documentário, Classificação: livre) de Filipe Scaldini.
17h – O Moinho e a Cruz ("O Mylos kal e stavros"/ "The Mill and the Cross", Polônia, 2011, drama, Classificação: 12 anos) de Lech Majewski
19h – Anistia ("Amnistia", Albânia/França/Grécia, 2011, drama, Classificação: 16 anos) de Bujar Alimani.
21h – Lola ("Lola", França/Filipinas, 2009, drama, Classificação: 14 anos) de Brillante Mendoza.

Quinta (16/01)

15h – O Exercício do Caos (Brasil, 2013, drama, Classificação: 14 anos) de Frederico Machado.
17h – Oliver Sherman: Uma Vida em Conflito ("Oliver Sherman", EUA, 2010, suspense, Classificação: 14 anos) de Ryan Redford.
19h – Azul Profundo ("Apnea", Grécia, 2010, suspense, Classificação: 14 anos) de Aris Bafalokas.
21h – Sementes da Vida ("Daca Bobul nu Moare", Áustria/Servia/Romênia, 2010, drama, Classificação: livre) de Sinisa Dragin.

Sexta (17/01)

15h – Planeta solitário ("The Loneliest Planet", Alemanha, 2011, suspense) de Julia Loktev.
17h – Mãe e Filha (Brasil, 2011, drama, Classificação: 12 anos) de Petrus Cariry.
19h – O Caminho Para o Nada ("Road to Nowhere", EUA, 2010, policial, Classificação: 12 anos) de Monte Hellman.
21h – Tudo Ficará bem ("Alting Bliver Godt Igen", Dinamarca/Suécia/França, 2010, suspense, Classificação: 14 anos) de Christoffer Boe.


Oslo - 31 de agosto de Joachim Trier

Sábado (18/01)

15h – Submarino ("Submarino", Dinamarca/Suécia,2010, drama, Classificação: 16 anos) de Thomas Vinterberg.
17h – Onde Borges Tudo Vê (Brasil, 2012, drama, Classificação: 18 anos) de Taciano Valério
19h – O Batismo ("Chrzest"/"The Christening", Polônia, 2010, drama, Classificação: 10 anos) de Marcin Wrona.
21h – Oslo, 31 de agosto  ("Oslo, August 31st", Noruega, 2011, drama, Classificação: 18 anos) de Joachim Trier.

Domingo (19/01)

15h – Hermanos ("Hermanos", Venezuela, 2010, drama, Classificação: 16 anos) de Marcel Rasquin.
17h – O Que Se Move (Brasil, 2013, musical, Classificação: 12 anos) de Caetano Gotardo.
19h – Hiroshima: Um Musical Silencioso ("Hiroshima", Uruguai/Espanha, 2009, musical, Classificação: 14 anos) de Pablo Stoll.
21h – Tudo Que Eu Amo ("Wszystko, Co Kocham" / "All that I Love", Polônia 2009, musical, Classificação:18 anos) de Jacek Borcuch.

Segunda (20/01)

15h – Parada em Pleno Percurso ("Halt Auf Freier Strecke", Alemanha, 2011, drama, Classificação: 12 anos) de Andreas Dresen.
17h – Tokiori: Dobras do Tempo (Brasil, 2011, documentário, Classificação: livre) de Paulo Pastorelo.
19h – O Vendedor ("Le Vendeur", Canadá, 2011, drama, Classificação: livre) de Sébastien Pilote.
21h – Branco Como a Neve ("Kar Beyaz", Turquia, 2010, drama, Classificação: 10 anos) de Selim Gunes.

Terça (21/01)

15h – Triangulo Amoroso ("3"/ "Three", Alemanha, 2010, drama, Classificação: 14 anos) de Tom Tykwer.
17h – Super Nada (Brasil, 2012, comédia, Classificação: 12 anos) de Rubens Rewald.
19h – Apenas Entre Nós ("Neka Ostane Medju Nama" / "Just between us", Servia/ Croácia/ Eslovênia, 2010, comédia, Classificação: 18 anos) de Rajko Grlic.
21h – Karen Chora no Ônibus ("Karen llora Em El Bus", Colômbia, 2011, drama, Classificação: 14 anos) de Gabriel Rojas Vera.

Quarta (22/01)

15h – Lola ("Lola", França/Filipinas, 2009, drama, Classificação: 14 anos) de Brillante Mendoza.
17h – Ibitipoca, droba pra lá (Brasil, 2012, documentário, Classificação: livre) de Filipe Scaldini.
19h – O Moinho e a Cruz ("O Mylos kal e stavros"/ "The Mill and the Cross", Polônia, 2011, drama, Classificação: 12 anos) de Lech Majewski
21h – Anistia ("Amnistia", Albânia/França/Grécia, 2011, drama, Classificação: 16 anos) de Bujar Alimani.

Quinta (23/01)

15h – Sementes da Vida ("Daca Bobul nu Moare", Áustria/Servia/Romênia, 2010, drama, Classificação: livre) de Sinisa Dragin.
17h
 – O Exercício do Caos  (Brasil, 2013, drama, Classificação: 14 anos) de Frederico Machado.
19h – Oliver Sherman: Uma Vida em Conflito ("Oliver Sherman", EUA, 2010, suspense, Classificação: 14 anos) de Ryan Redford.
21h – Azul Profundo ("Apnea", Grécia, 2010, suspense, Classificação: 14 anos) de Aris Bafalokas.

Sexta (24/01)

15h – Tudo Ficará Bem ("Alting Bliver Godt Igen", Dinamarca/Suécia/França, 2010, suspense, Classificação: 14 anos) de Christoffer Boe.
17h – Planeta Solitário ("The Loneliest Planet", Alemanha, 2011, suspense) de Julia Loktev.
19h – Mãe e Filha (Brasil, 2011, drama, Classificação: 12 anos) de Petrus Cariry.
21h – O Caminho Para o Nada ("Road to Nowhere", EUA, 2010, policial, Classificação: 12 anos) de Monte Hellman.



Super Nada de Rubens Rewald


Sábado (25/01) 

15h – Oslo, 31 de agosto  ("Oslo, August 31st", Noruega, 2011, drama, Classificação: 18 anos) de Joachim Trier.
17h – Submarino ("Submarino", Dinamarca/Suécia,2010, drama, Classificação: 16 anos) de Thomas Vinterberg.
19h – Onde Borges Tudo Vê (Brasil, 2012, drama, Classificação: 18 anos) de Taciano Valério
21h – O Batismo ("Chrzest"/"The Christening", Polônia, 2010, drama, Classificação: 10 anos) de Marcin Wrona.

Domingo (26.01)

15h – Tudo Que Eu Amo ("Wszystko, Co Kocham" / "All that I Love", Polônia 2009, musical, Classificação:18 anos) de Jacek Borcuch.
17h – Hermanos ("Hermanos", Venezuela, 2010, drama, Classificação: 16 anos) de Marcel Rasquin.
19h – O Que Se Move (Brasil, 2013, musical, Classificação: 12 anos) de Caetano Gotardo.
21h – Hiroshima: Um Musical Silencioso ("Hiroshima", Uruguai/Espanha, 2009, musical, Classificação: 14 anos) de Pablo Stoll.

Segunda (27/01) 

15h – Branco Como a Neve ("Kar Beyaz", Turquia, 2010, drama, Classificação: 10 anos) de Selim Gunes.
17h – Parada em Pleno Percurso ("Halt Auf Freier Strecke", Alemanha, 2011, drama, Classificação: 12 anos) de Andreas Dresen.
19h – Tokiori: Dobras do Tempo (Brasil, 2011, documentário, Classificação: livre) de Paulo Pastorelo.
21h – O Vendedor ("Le Vendeur", Canadá, 2011, drama, Classificação: livre) de Sébastien Pilote.

Terça (28/01)

15h – Karen Chora no Ônibus ("Karen llora Em El Bus", Colômbia, 2011, drama, Classificação: 14 anos) de Gabriel Rojas Vera.
17h – Triangulo Amoroso ("3"/ "Three", Alemanha, 2010, drama, Classificação: 14 anos) de Tom Tykwer.
19h – Super Nada (Brasil, 2012, comédia, Classificação: 12 anos) de Rubens Rewald.
21h – Apenas Entre Nós ("Neka Ostane Medju Nama" / "Just between us", Servia/ Croácia/ Eslovênia, 2010, comédia, Classificação: 18 anos) de Rajko Grlic.

Quarta (29/01)

15h– Anistia ("Amnistia", Albânia/França/Grécia, 2011, drama, Classificação: 16 anos) de Bujar Alimani.
17h – Lola  ("Lola", França/Filipinas, 2009, drama, Classificação: 14 anos) de Brillante Mendoza.
19h – Ibitipoca, droba pra lá (Brasil, 2012, documentário, Classificação: livre) de Filipe Scaldini.
21h – O Moinho e a Cruz ("O Mylos kal e stavros"/ "The Mill and the Cross", Polônia, 2011, drama, Classificação: 12 anos) de Lech Majewski

Quinta (30/01)

15h – Azul Profundo ("Apnea", Grécia, 2010, suspense, Classificação: 14 anos) de Aris Bafalokas.
17h – Sementes da Vida ("Daca Bobul nu Moare", Áustria/Servia/Romênia, 2010, drama, Classificação: livre) de Sinisa Dragin.
19h – O Exercício do Caos (Brasil, 2013, drama, Classificação: 14 anos) de Frederico Machado.
21h – Oliver Sherman: Uma Vida em Conflito ("Oliver Sherman", EUA, 2010, suspense, Classificação: 14 anos) de Ryan Redford.


Branco Como a Neve de Selim Gunes

Sexta (31/01)

15h – O Caminho Para o Nada ("Road to Nowhere", EUA, 2010, policial, Classificação: 12 anos) de Monte Hellman.
17h –  Tudo Ficará Bem ("Alting Bliver Godt Igen", Dinamarca/Suécia/França, 2010, suspense, Classificação: 14 anos) de Christoffer Boe.
19h – Planeta Solitário ("The Loneliest Planet", Alemanha, 2011, suspense) de Julia Loktev.
21h – Mãe e Filha (Brasil, 2011, drama, Classificação: 12 anos) de Petrus Cariry.


Sábado (01/02)

15h – O Batismo ("Chrzest"/"The Christening", Polônia, 2010, drama, Classificação: 10 anos) de Marcin Wrona.
17h
 – Oslo, 31 de agosto  ("Oslo, August 31st", Noruega, 2011, drama, Classificação: 18 anos) de Joachim Trier.
19h – Submarino ("Submarino", Dinamarca/Suécia,2010, drama, Classificação: 16 anos) de Thomas Vinterberg.
21h – Onde Borges Tudo Vê (Brasil, 2012, drama, Classificação: 18 anos) de Taciano Valério

Domingo (02/02)

15h – Hiroshima: Um Musical Silencioso ("Hiroshima", Uruguai/Espanha, 2009, musical, Classificação: 14 anos) de Pablo Stoll.
17h – Tudo Que Eu Amo ("Wszystko, Co Kocham" / "All that I Love", Polônia 2009, musical, Classificação:18 anos) de Jacek Borcuch.
19h – Hermanos ("Hermanos", Venezuela, 2010, drama, Classificação: 16 anos) de Marcel Rasquin.
21h – O Que Se Move (Brasil, 2013, musical, Classificação: 12 anos) de Caetano Gotardo.

Segunda (03/02)

15h – O Vendedor ("Le Vendeur", Canadá, 2011, drama, Classificação: livre) de Sébastien Pilote.
17h – Branco Como a Neve ("Kar Beyaz", Turquia, 2010, drama, Classificação: 10 anos) de Selim Gunes.
19h –  Parada em Pleno Percurso ("Halt Auf Freier Strecke", Alemanha, 2011, drama, Classificação: 12 anos) de Andreas Dresen.
21h – Tokiori: Dobras do Tempo (Brasil, 2011, documentário, Classificação: livre) de Paulo Pastorelo.

Terça (04/02) 

15h – Apenas Entre Nós ("Neka Ostane Medju Nama" / "Just between us", Servia/ Croácia/ Eslovênia, 2010, comédia, Classificação: 18 anos) de Rajko Grlic.
17h – Karen Chora no Ônibus ("Karen llora Em El Bus", Colômbia, 2011, drama, Classificação: 14 anos) de Gabriel Rojas Vera.
19h – Triangulo Amoroso ("3"/ "Three", Alemanha, 2010, drama, Classificação: 14 anos) de Tom Tykwer.
21h – Super Nada (Brasil, 2012, comédia, Classificação: 12 anos) de Rubens Rewald.

Quarta (05/02)

15h – O Moinho e a Cruz ("O Mylos kal e stavros"/ "The Mill and the Cross", Polônia, 2011, drama, Classificação: 12 anos) de Lech Majewski
17h – Anistia ("Amnistia", Albânia/França/Grécia, 2011, drama, Classificação: 16 anos) de Bujar Alimani.
19h – Lola ("Lola", França/Filipinas, 2009, drama, Classificação: 14 anos) de Brillante Mendoza.
21h – Ibitipoca, droba pra lá (Brasil, 2012, documentário, Classificação: livre) de Filipe Scaldini.

Quinta (06/02)

15h – Oliver Sherman: Uma Vida em Conflito ("Oliver Sherman", EUA, 2010, suspense, Classificação: 14 anos) de Ryan Redford.
17h – Azul Profundo ("Apnea", Grécia, 2010, suspense, Classificação: 14 anos) de Aris Bafalokas.
19h – Sementes da Vida ("Daca Bobul nu Moare", Áustria/Servia/Romênia, 2010, drama, Classificação: livre) de Sinisa Dragin.
21h – O Exercício do Caos  (Brasil, 2013, drama, Classificação: 14 anos) de Frederico Machado.




Trailer do filme: O Exercício do Caos, primeiro longa produzido pela Lume Filmes que encerra a mostra no dia 06 de fevereiro.  







Texto: Núbia Almeida


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A cueca sumiu

Quando as primeiras imagens do ator Henry Cavill, o novo interprete de Superman no set de filmagem vazaram começou o burburinho.  O novo uniforme do super-herói passou por uma reformulação e a clássica cueca vermelha desapareceu. Mas antes da cueca desaparecer ela já dava pano pra manga. Quem não se lembra da polêmica no volume peniano do ator Brandon Routh (Superman: O Retorno), que segundo os produtores teve que ser reduzido digitalmente porque poderia distrair os espectadores, mais tarde quando foram divulgadas fotos do ator usando cueca vimos que ele não é tão “super” assim. Mas antes de discutirmos porque o Superman perdeu a cueca, vamos descobrir porque ele a usava e por cima da calça. 







Nas décadas de 30 e 40 começaram a surgir os super-heróis, os artistas tinham algumas dificuldades para destacar detalhes masculinos e femininos e demostrar o poder e a força dos personagens, isso se devia as limitações técnicas da época como a qualidade do papel e a impressão que era feita em pre…

O carnaval vai ao cinema

O carnaval é a maior festa popular do país é muito mais do que um simples festejo, é um traço identitário da cultura brasileira.  A festa brasileira, luso-afro-ameríndia , sofreu influências da França, Itália, Portugal e se expressa de diferentes maneiras nas distintas regiões do país. Seja  com a escola de samba, o frevo, o maracatu, Timbalada, os blocos de rua, trio elétricos, carnaboi ou o boi-bumbá, durante quatro dias música, dança, costumes e tradições se misturam para celebrar os Brasis ao mesmo tempo em que promove a inclusão e interação, despertando o sentimento de unidade, de nação que muita das vezes é esquecido ou ignorado com o término da festa. Dada a sua importância para a cultura brasileira, o carnaval, o maior teatro de rua do país, curiosamente é pouco ou não é representado nas manifestações artísticas, com exceção da música. Embora o cinema tenha tido papel importante para a disseminação da música carnavalesca, hoje explora pouco a temática, sendo a maior parte das …

Globo de Ouro 2017 - Vencedores

Aconteceu na noite deste domingo (8) a cerimônia de premiação da 74º edição do  Globo de Ouro. A cerimônia apresentada por Jimmy Fallon teve vários momentos marcantes, a começar pela abertura no melhor estilo La La Land. O filme de Damien Chazelle, estrelado por Emma Stone e Ryan Gosling ganhou 7 estatuetas, ou seja, ganhou em todas as categorias em que foi indicado e se tornou o filme mais premiado do Globo de Ouro. 

O ponto alto da noite foi a homenagem a Maryl Streep, que após 30 indicações e oito premiações foi agraciada com o prêmio Cecil B. Demille  pelo conjunto da obra e fez um discurso contundente e politizado que você pode ver aqui






As atrizes Debbie Reynolds e Carrie Fisher, falecidas no mês passado também foram homenageadas. 


A surpresa da noite foi a vitória da francesa Isabelle Huppert, que ganhou na categoria Melhor Atriz Drama pelo filme "Elle" que foi o vencedor na categoria Filme Estrangeiro. Outra surpresa divertida foi o beijo consolação de Andrew Garfield …