Pular para o conteúdo principal

Melhores do Ano - Temporada de Premiação

                                                                                                                                     Foto: Wilson Webb |The Weinstein Company


Começou a temporada de premiação, e de agora em diante vamos ver listas e mais listas dos melhores do ano. No início do mês, os críticos de Nova York anunciaram os melhores do ano, no domingo (6) foi a vez dos críticos de Los Angeles, Boston e dos críticos online de Nova York anunciarem seus escolhidos.  Já é possível ver alguns favoritos, como o drama jornalístico "Spotlight" que foi eleito o melhor filme pelos críticos de Los Angeles e Boston e pelos críticos online de Nova York. "Carol" e "Mad Max: Estrada da Fúria"  e a animação "Anomalisa" também se destacam na lista dos críticos.  Já no British Independent Film Awards, principal prêmio do cinema independente no Reino Unido, o grande vencedor foi "Ex Machina".  Confira abaixo as lista dos vencedores.



NYFCC (Críticos de Cinema de Nova York)


Melhor Filme: Carol 

Melhor Diretor: Todd Haynes, por "Carol" 


Melhor Ator: Michael Keaton, por "Spotlight "


Melhor Atriz: Saoirse Ronan, por "Brooklyn"


Melhor Ator Coadjuvante: Mark Rylance, "Ponte dos Espiões"

Melhor Atriz Coadjuvante: Kristen Stewart, por "Acima das Nuvens"


Melhor Roteiro: Phyllis Nagy, por "Carol"


Melhor Fotografia:  Edward Lachman, por "Carol"


Melhor Primeiro Filme: Son of Saul 


Melhor Filme Estrangeiro: Timbuktu 


Melhor Filme (Não Ficção): In Jackson Heights, de Frederick Wiseman


Melhor Filme de Animação: Divertida Mente 

Prêmio Especial: Ennio Morricone, compositor 


Prêmio Especial:  Prêmio póstumo ao legado de William Becker e da Janus Films





                                                                                                                                                                                   Foto: Kerry Hayes 




LAFCA (Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles)



Melhor Filme: Spotlight
Melhor Diretor: George Miller,  por "Mad Max: Estrada da Fúria"
Melhor Ator: Michael Fassbender, por "Steve Jobs"
Melhor Atriz: Charlotte Rampling,  por "45 Years"
Melhor Ator CoadjuvanteMichael Shannon, por "99 Homes"
Melhor Atriz Coadjuvante: Alicia Vikander, por "Ex Machina"
Melhor Roteiro: Josh Singer e Tom McCarthy, por "Spotlight"
Melhor Fotografia: John Seale. por "Mad Max: Estrada da Fúria"
Melhor Design de Produção: Colin Gibson, por "Mad Max: Estrada da Fúria"
Melhor Edição: Hank Corwin, por "The Big Short"
Melhor Trilha Sonora: Carter Burwell, por "Anomalisa" e "Carol"
Melhor Filme Estrangeiro: Son of Saul
Melhor Documentário: Amy
Melhor Filme de Animação: Anomalisa
Nova Geração: Ryan Coogler, por "Creed"


 BSFC (Associação de Críticos de Cinema de Boston)

Melhor Filme: Spotlight
Melhor Diretor: Todd Haynes, por "Carol"
Melhor Ator: Paul Dano, por  "Love & Mercy" e Leonardo DiCaprio, por  "The Revenant"
Melhor Atriz: Charlotte Rampling, por "45 Years"
Ator Coadjuvante: Mark Rylance, por  "Ponte dos Espiões"
Atriz Secundária: Kristen Stewart, por  "Acima das Nuvens"  
Melhor Roteiro: Spotlight
Melhor Fotografia:  Edward Lachman, por "Carol"
Melhor Edição:  Margaret Sixel, por "Mad Max: Estrada da Fúria" 
Trilha  Sonora: Love & Mercy
Melhor Elenco: Spotlight
Melhor Filme de Animação: Anomalisa e Divertida Mente 
Melhor Filme de Língua Estrangeira: The Look of Silence
Melhor Documentário: Amy
Novo Realizador: Marielle Heller, por  "The Diary of a Teenage Girl"


 NYFCO (Críticos Online de Nova York)


Melhor Filme: Spotlight

Melhor Diretor: 
Tom McCarthy, por "Spotlight"

Melhor Ator: 
Paul Dano, por  "Love & Mercy"

Melhor Atriz: 
Brie Larson, por "Room"

Melhor Ator Coadjuvante: Mark Rylance, por "Ponte dos Espiões"

Melhor Atriz Coadjuvante: 
Rooney Mara, por  "Carol"

Revelação: Alicia Vikander, por "The Danish Girl"

Melhor Roteiro: 
Tom McCarthy and Josh Singer, por "Spotlight"

Melhor Realizador em Estreia: 
Alex Garland, por  "Ex Machina"

Melhor Elenco: Son of Saul 

Melhor Trilha Sonora: Love & Mercy

Melhor Filme Estrangeiro: Son of Saul


Melhor Documentário: Amy


Melhor Filme de Animação: Divertida Mente 



                                                                                                                                                    Foto: Universal Pictures International 




 BIFA (British Independent Film Awards)



Melhor Filme: Ex Machina

Melhor Diretor: Alex Garland, por  "Ex Machina"


Prêmio Richard Harris (contribuição ao cinema independente): Chiwetel Ejiofor


Melhor Atriz: Saiorse Ronan, por  "Brooklyn"


Melhor Ator: Tom Hardy, por "Legend"


Melhor Atriz Coadjuvante: Olivia Colman, por  "The Lobster"


Melhor Ator Coadjuvante: Brendan Gleeson, por  "Suffragette"


Melhor Roteiro: Alex Garland, por "Ex Machina"


Melhor Documentário: Dark Horse: The Incredible True Story of Dream Alliance


Melhor Filme Estrangeiro Independente: Room


Realizador em Estreia (Prêmio Douglas Hickox)
: Stephen Fingleton, por "The Survivalist"


Produtor do ano: Paul Katis and Andrew De Lotbiniere, por  "Kajaki: The True Story"

Prêmio Raindance: Orion: The Man Who Would Be King


Contribuição Técnica: Andrew Whitehurst (efeitos especiais), por "Ex Machina" 


Melhor Curta metragem: Edmond


Revelação: Abigail Hardingham,  por "Nina Forever"




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A cueca sumiu

Quando as primeiras imagens do ator Henry Cavill, o novo interprete de Superman no set de filmagem vazaram começou o burburinho.  O novo uniforme do super-herói passou por uma reformulação e a clássica cueca vermelha desapareceu. Mas antes da cueca desaparecer ela já dava pano pra manga. Quem não se lembra da polêmica no volume peniano do ator Brandon Routh (Superman: O Retorno), que segundo os produtores teve que ser reduzido digitalmente porque poderia distrair os espectadores, mais tarde quando foram divulgadas fotos do ator usando cueca vimos que ele não é tão “super” assim. Mas antes de discutirmos porque o Superman perdeu a cueca, vamos descobrir porque ele a usava e por cima da calça. 







Nas décadas de 30 e 40 começaram a surgir os super-heróis, os artistas tinham algumas dificuldades para destacar detalhes masculinos e femininos e demostrar o poder e a força dos personagens, isso se devia as limitações técnicas da época como a qualidade do papel e a impressão que era feita em pre…

O carnaval vai ao cinema

O carnaval é a maior festa popular do país é muito mais do que um simples festejo, é um traço identitário da cultura brasileira.  A festa brasileira, luso-afro-ameríndia , sofreu influências da França, Itália, Portugal e se expressa de diferentes maneiras nas distintas regiões do país. Seja  com a escola de samba, o frevo, o maracatu, Timbalada, os blocos de rua, trio elétricos, carnaboi ou o boi-bumbá, durante quatro dias música, dança, costumes e tradições se misturam para celebrar os Brasis ao mesmo tempo em que promove a inclusão e interação, despertando o sentimento de unidade, de nação que muita das vezes é esquecido ou ignorado com o término da festa. Dada a sua importância para a cultura brasileira, o carnaval, o maior teatro de rua do país, curiosamente é pouco ou não é representado nas manifestações artísticas, com exceção da música. Embora o cinema tenha tido papel importante para a disseminação da música carnavalesca, hoje explora pouco a temática, sendo a maior parte das …

Globo de Ouro 2017 - Vencedores

Aconteceu na noite deste domingo (8) a cerimônia de premiação da 74º edição do  Globo de Ouro. A cerimônia apresentada por Jimmy Fallon teve vários momentos marcantes, a começar pela abertura no melhor estilo La La Land. O filme de Damien Chazelle, estrelado por Emma Stone e Ryan Gosling ganhou 7 estatuetas, ou seja, ganhou em todas as categorias em que foi indicado e se tornou o filme mais premiado do Globo de Ouro. 

O ponto alto da noite foi a homenagem a Maryl Streep, que após 30 indicações e oito premiações foi agraciada com o prêmio Cecil B. Demille  pelo conjunto da obra e fez um discurso contundente e politizado que você pode ver aqui






As atrizes Debbie Reynolds e Carrie Fisher, falecidas no mês passado também foram homenageadas. 


A surpresa da noite foi a vitória da francesa Isabelle Huppert, que ganhou na categoria Melhor Atriz Drama pelo filme "Elle" que foi o vencedor na categoria Filme Estrangeiro. Outra surpresa divertida foi o beijo consolação de Andrew Garfield …